Gestão de estoque em restaurante: como realizar?

Você sabia que o estoque é algo extremamente valoroso para o restaurante? Isso porque, ele representa as matérias primas dos produtos que posteriormente são vendidos no salão. Por se caracterizar por artigos perecíveis e que precisam de condicionamento adequado, a sua gestão é bem mais complexa. 

 

Diante disso, é possível imaginar os cuidados que devem ser tomados para uma gestão de estoque eficiente, que gere economia e que evite desperdícios. 

 

Para tanto, é preciso que erros como itens com data de validade vencida, perdas e extravios e situações possam comprometer a qualidade dos produtos ocorram. 

 

Quer saber como melhorar a gestão de estoque do seu restaurante? Então continue lendo este artigo até o final e descubra!

 

Leia também sobre: Você sabe qual a importância do Fluxo de Caixa e Controle de Estoque para Restaurantes e Bares?

 

Classifique os produtos 

O primeiro passo para aprimorar a sua gestão de estoque é a organização. Propondo uma metodologia de classificação dos produtos é possível visualizar melhor quanto há de cada item. Isso irá facilitar a visualização dos produtos e ainda facilitar a busca pelos ingredientes.

 

Provocando não só o aumento da organização como também reduzindo o tempo gasto procurando cada um desses produtos. Além disso, essa técnica ajuda o empreendedor a organizar melhor os itens e identificar os mais ou menos saída.

Defina prazos de controle (inventário) 

Quando falamos em gestão de estoque em restaurantes, é preciso pensar que estes produtos em sua maioria possuem data de validade curta e precisam ser acondicionados de forma adequada.

 

O prazo de validade de cada produto irá influenciar no giro de estoque e também no agendamento das compras.

 

Verificando o tempo de validade de cada item, será possível criar uma rotina de controle de validade. 

O que irá auxiliar no controle de qualidade dos alimentos comercializados e ainda auxiliar no aumento da economia. Uma vez que é possível entender a rotatividade de cada produto, evitando excessos ou falta dos mesmos.

Esteja a frente da demanda

O giro do estoque está diretamente relacionado à demanda no caso dos restaurantes, por isso, a gestão de estoque deve ser feita levando em consideração o comportamento dos clientes. 

 

Sabemos que existem dias da semana e épocas do ano em que a procura por bares e restaurantes podem aumentar ou diminuir. 

 

Por isso, fique atento ao calendário e não exagere nas compras simplesmente por um item que está em promoção. 

 

Além disso, esteja atento ao que acontece ao redor do seu estabelecimento, eventos como manutenção na rua, abertura de escolas ou construção de prédios residências podem alterar a demanda do seu restaurante

Delimite uma quantidade mínima e máxima para as peças

Uma das principais queixas dos gestores de estoque, diz respeito às desperdícios, como nem sempre é possível prever o que vai acontecer, uma das dicas é delimitar uma quantidade mínima e uma máximo de peças de cada item. 

 

Esse valor irá variar de acordo com o comportamento do seu estoque. Portanto, para definir o máximo e o mínimo é preciso ter uma noção do seu giro de estoque em cada época do ano. 

 

Levante as informações e analise os pratos que mais saem em cada período e os que são menos pedidos. A partir daí, já dá para ter uma ideia sobre a quantidade mínima e máxima de cada ingrediente.

 

Escolha um modelo de reposição 

Após as etapas anteriores, agora de posse das informações sobre o comportamento do seu estoque é hora de escolher um modelo de reposição que seja mais vantajoso ao seu restaurante

 

Existem dois modelos comuns que são usados na reposição do estoque, a contínua e a periódica. 

Reposição contínua 

Assim como o nome já deixa claro, na reposição contínua as compras são feitas com uma frequência maior, pois haverá menor quantidade de mercadorias estocadas. Este modelo é muito benéfico para quem deseja reduzir os custos com armazenamento do estoque e diminuir desperdícios. 

 

Porém, ao optar por realizar compras pequenas o restaurante apresenta mais dificuldades em obter descontos com os fornecedores. 

Reposição periódica

Enquanto isso, a reposição periódica se baseia em compras menos frequentes e programadas. O objetivo é comprar grandes volumes, o que permite a negociação e a obtenção de preços mais atrativos. 

 

Contudo, este tipo de reposição irá demandar um estoque bem acondicionado e estratégias estruturadas para o aproveitamento dos produtos. Uma vez que, neste caso, o restaurante está mais sujeito a excessos de mercadorias. 

 

Com essas dicas, esperamos que a gestão de estoque do seu restaurante possa ser uma preocupação a menos. 

 

A BAK Contabilidade em Tatuapé deseja ter clientes que possam se relacionar com eles, para que nos vejam como parte da solução do problema, que nos pergunte qual a melhor decisão a ser tomada, como operacionalizar as ideias e tomadas de decisão. Queremos ser uma peça do crescimento e não um custo necessário.

 

Para ver mais artigos como este acesse o nosso blog. Aproveite e aprenda sobre: Assessoria Contábil em Tatuapé: Conheça a Bak.

Compartilhe: